fbpx

DIABETES

O QUE É O DIABETES?

O diabetes é uma doença que ocasiona o aumento da glicose (açúcar) no sangue e causa comprometimento em vários órgãos com o passar dos anos. Complicações que pode ocorrer:
•Problemas de circulação – dicultam a cicatrização dos ferimentos; favorece a infecção e até a amputação; os pés cam frios e não aquecem; dor em queimação nas pernas (quando caminha); pés cam azulados, inchados e a pele ressecada.
•Degeneração dos nervos – chamada neuropatia periférica – doença que causa diminuição da sensibilidade, sensação de formigamento ou fraqueza e dor, nos pés nas pernas. A pessoa não percebe quando se machuca, quando perde o chinelo. Ocorre mudança na maneira de caminhar – pés rígidos.

Topo

EXAMINE SEUS PÉS DIARIAMENTE

Devido à perda de sensibilidade nos pés, examinar os pés diariamente é um hábito importantíssimo, pois você tem a chance de detectar e tratar machucados e lesões precocemente.
•Procure bolhas, cortes, rachaduras, manchas vermelhas e alterações nas unhas.
•Preste atenção especial entre os dedos.
•Avalie também pernas e tornozelos. São sinais de comprometimento na circulação: inchaço (pele seca e brilhante) e/ou pés pálidos ou arroxeados.
•Se tiver dificuldades em abaixar ou em enxergar os seus pés (sola e entre os dedos), use um espelho ou peça ajuda a outra pessoa.
•Faça desse gesto uma rotina no seu dia-a-dia. Se encontrar alguma alteração, entre em contato com um profissional desaúde.

Topo

HIGIENIZE SEUS PÉS REGULARMENTE

•Lavar os pés diariamente com água morna. Pois a água quente pode queimar a pele.
•Usar sabonete suave.
•Secar BEM os pés, principalmente entre os dedos (a umidade favorece o aparecimento de fungos).
•Passar creme nos pés e pernas, pois a pele do diabético tende a ser mais seca e com tendência à rachaduras.
Mas atenção: não passe creme entre os dedos.

Topo

CUIDADOS COM AS UNHAS

•Mantenha as unhas sempre cortadas e lixadas. Utilize um cortador, próprio para unhas.
•Corte de maneira reta e não arredonde os cantos das unhas. Passe somente a lixa nos cantos para não ficar com pontas.
•Não tire a cutícula. Ela é uma barreira protetora, impedindo a entrada de sujeira e bactérias.
•Não use canivete, faca, tesoura e alicate para cortar as unhas.
•Faça o corte, de preferência, após o banho. As unhas umedecidas tornam-se mais macias e fáceis para cortar.
•Mantenha as unhas curtas (mas não em excesso).
•Caso você peça a alguém para cuidar dos seus pés, oriente-o sobre o que pode ou não ser feito e usado
•Procure a ajuda de um especialista, caso não consiga alcançar os pés, ou se tiver unhas encravadas ou se elas forem grossas e duras.

Topo

CALOS E VERRUGAS

•A presença de calosidades e verrugas nos pés é um incômodo. Mas nunca use
cremes, ácidos, calicidas, gilete, estiletes, canivetes ou qualquer outro recurso para retirá-las. Isso traz risco de ferimento, sangramento e pode causar uma infecção.
•Após o banho ou a lavagem dos pés, pode ser usada uma pedra-pomes para lixar as áreas ásperas e os pequenos calos. Mas atenção: faça isso com muito cuidado! A pedra deve ser usada com delicadeza, sem movimentos de vai e vem, para evitar lesões na pele.
•Procure um podólogo. Ele é profissional de saúde, especializado nos cuidados com os pés.

Topo

ESCOLHENDO SAPATOS PARA COMPRAR

•Não compre sapatos de bicos finos, pois eles aumentam a pressão sobre os pés e podem machucá-los.
•Verifique se o sapato é bastante confortável antes de comprar. Bicos largos tendem a dar mais espaço para os dedos.
•Evite sapatos de plástico e materiais sintéticos, pois dificultam a ventilação dos pés e não absorvem a umidade.
•Sapatos de couro e sem costuras são os mais recomendados.•Sapatos novos devem ser usados primeiro em casa e por pouco tempo, aumentando gradativamente a permanência.
•Prefira comprar sapatos à tarde, pois essa é a hora em que os pés ficam mais inchados.
•Use calçado adequado para a prática de atividades físicas. Eles devem calçar bem e dar segurança.

Topo

SAPATOS ERRADOS PODEM CAUSAR LESÕES INDESEJÁVEIS. FIQUE ATENTO ÀS DICAS ABAIXO:

•Use sapatos fechados e confortáveis, de couro mole e sem costuras, para proteger os pés.
•Evite andar descalço. Mesmo em casa, você pode machucar os pés.
•Use sempre sapatos com meias, que devem estar limpas. Dê preferência a meias de algodão e sem costuras. Elas mantêm os pés mais secos e ajudam a prevenir a formação de bolhas. Mas atenção: os elásticos não devem apertar os tornozelos!
•Evite saltos altos, sandálias e chinelos.
•Antes de calçar os sapatos, verifique se há algum objeto dentro dele. Você pode não senti-lo e se machucar.

Topo

CUIDADOS COM A CIRCULAÇÃO DO SANGUE NOS PÉS – AJUDA A PREVENIR AS COMPLICAÇÕES.

•Não fume. O hábito de fumar prejudica os vasos sanguíneos, tornando-os doentes.
•Não use meia-calça com elástico, ligas ou qualquer coisa que “aperte” as pernas e os pés.
•Evite manter as pernas cruzadas durante muito tempo. Isso dificulta o fluxo sanguíneo.
•Evite ficar muito tempo sentado. De tempos em tempos, levante-se e ande um pouco.
•Faça exercícios com os pés. Mexa os dedos, mova os pés e os tornozelos para cima, para baixo e para os lados.
•Ponha as pernas para cima sempre que possível.
•Pratique atividades físicas leves e de baixo impacto. Caminhadas, bicicletas e atividades aquáticas, como natação e hidroginástica, são boas pedidas se não houver contraindicação médica.
•Faça aquecimento e alongamento antes e depois das atividades físicas.
•Beba bastante água. A hidratação é muito importante, exceto em casos de recomendação médica contrária.

Qualquer tipo de machucado ou ferimento, mesmo que seja pequeno, deve ser cuidado na pessoa com diabetes.
Com cuidados simples realizados em casa, por você ou familiares, podem ser evitados sérios problemas nos pés.
Se você tem diabetes, é muito importante que um profissional de saúde examine seus pés com frequência. Peça para que examine seus pés.

Procure um profissional de saúde sempre que houver qualquer dúvida ou surgir algo diferente nos seus pés.

Topo

FUNGOS

O QUE É A ONICOMICOSE?

A micose é uma infecção causada por fungos, que se alimentam da queratina das unhas. As unhas dos pés são as mais afetadas por enfrentarem ambientes úmidos, escuros e quentes com maior frequência do que das mãos.
É uma infecção comum, acometendo cerca de 10% da população adulta e 20% dos idosos. Pode causar dor, desconforto e destruição da unha, provocando modicações importantes, que podem ter um impacto signicativo na qualidade de vida.

Topo

SINAIS DE MICOSE NAS UNHAS

• Descolamento da unha: a unha fica ôca e começa a se separar da carne, geralmente iniciando pelos cantos.
• Espessamento da unha: a unha fica grossa, podem escurecer e doer devido à pressão dentro do calçado.
• Formação de manchas na unha: a unha fica com manchas brancas, escuras, amarelas ou esverdeadas.
•Deformação e destruição da unha: perdem a sua forma natural. Fica frágil, escamativa e quebradiça, causando deformidades.

Topo

COMO É TRANSMITIDA?

A micose de unha pode ser transmitida de uma pessoa para outra, quando compartilham lixas, toalhas, calçados, chinelos, meias, esmalte, cortadores de unha, tapetes, box de chuveiro, piscinas, saunas e clubes.

Topo

QUAIS OS CUIDADOS COM OS PÉS?

Lavar os pés diariamente e secar bem entre os dedos e ao redor das unhas – a umidade causa mau cheiro, micoses e frieiras. Nunca deixar os pés secarem espontaneamente. Usar apenas meias de algodão, que absorvem o suor.
Troque-as todos os dias. Pode ser usado o secador de cabelos para secar as unhas e entre os dedos, mas somente se a pessoa não for diabética.

Topo

COMO PREVENIR A OCORRÊNCIA DE FUNGOS NAS UNHAS?

• Nos vestiários e chuveiros comuns, devem sempre usar chinelos (academias, clubes, hoteis).
•Lavar os pés regularmente e secar com cuidado (se preciso usar o secador de cabelos).
•Usar meias de algodão (absorvem o suor) e trocá-las todos os dias.
•Mantenha as unhas curtas. Usar somente alicates ou cortadores, lixas, esterilizados ou descartáveis.
•Não compartilhar utensílios para as unhas (alicates, tesouras, lixas, esmaltes).

Topo

CUIDADOS COM OS CALÇADOS

Use sapatos confortáveis – quando apertados, dicultam a circulação do sangue nos dedos e causa pequenos machucados. Apertam as unhas e tendem a esquentar a região da ponta dos pés. O calçado deve ser 1cm maior na frente, para permitir a movimentação dos dedos. Após o uso, limpe-os por dentro, com solução de Lysoform (vendida em supermercados).
Passe Lysol spray dentro do calçado, e deixe dentro de um saco plástico fechado, por 24 horas. Alterne o uso do calçado diariamente para que eles possam secar. Deixe secar e mantenha-os arejados. Coloque-os no sol quando possível.

Importante: o calçado é uma fonte de recontaminação das unhas. Se estes cuidados de higiene com os pés e calçados não forem tomados, os fungos irão voltar.

Topo

FATORES DE RISCO PARA A ONICOMICOSE

Pessoas que suam muito nos pés; que apresentam frieira (pé de atleta); diabetes mellitus; idade avançada, portadores de HIV; uso de drogas imunossupressoras, problemas imunológicos; histórico familiar de onicomicose; psoríase; problemas de circulação sanguínea dos membros inferiores.
Atletas também são um grupo de risco para onicomicose.

Topo

TRATAMENTO

Após feito o diagnóstico, o médico indicará o melhor tratamento, que dependerá do quanto a unha está afetada pelos fungos. Diversos produtos como esmaltes, soluções, cremes e comprimidos podem ser utilizados dependendo do tipo de fungo.
Como as unhas dos pés crescem mais lentamente (leva em média 10 meses para substituir totalmente), é importante que o tratamento seja mantido pelo tempo recomendado.
Como o tempo total de tratamento é longo, muitas vezes, é abandonado pelo paciente . Não interrompa por conta própria. A taxa de reinfecção pode chegar a 50%, mesmo depois de curada a micose de unha.
Por isso é muito importante manter continuamente os cuidados com higiene dos pés, calçados e ambiente.
A presença de fungo nas unhas é uma porta aberta para outras infecções. O dermatologista e o podólogo trabalham em conjunto.

Topo
Contact Person Fale Conosco!